Crise de identidade na igreja e sua afetação na missão da igreja no mundo

14.03.2019 | Artigos

 

Crise de identidade na igreja e sua afetação na missão da igreja no mundo

 

Percebemos no decorrer dos séculos muitas variações. Inicialmente praticada pelo povo hebreu que era para influenciar e atrair os outros povos para Deus e não o fez. Em um segundo momento e o principal, o período messiânico onde Jesus ensina o que, como e para quem deve ser anunciado o seu evangelho, tendo os doze e mais o apóstolo Paulo a frente dessa nova formatação para a construção da igreja no período paulino.

A partir do momento que a geração patrística vai se dissolvendo com o passar dos anos, inicia-se a crise de identidade com a plantação do catolicismo, seguindo um misto cristianismo, judaísmo e sincretismo religioso desconfigurando tudo o que foi construído pela geração patrística e influenciado a igreja nos dias atuais.

Afetação é no sentido da perda de credibilidade do sagrado junto a sociedade que vem desgastada com o passar dos anos e com a secularização.

A igreja precisa se reposicionar cristologicamente para reassumir sua relevância junto a sociedade.

De que adianta abertura de várias igrejas se o objetivo não é a inclusão?

Essas e outras questões precisam ser colocadas em debate para a busca de um realinhamento e estancar o esvaziamento (kenosis) que vem ocorrendo na igreja.

Jesus precisa voltar a ser o personagem principal da igreja e não o coadjuvante como vem ocorrendo.

 

DF

Deixe seu comentário:

Por Donato Farinelli